Mariana Gouveia · Scenarium Livros Artesanais

Preto e branco

A última música ainda toca aqui e o mosaico das
fotografias em preto e branco no fundo da caixa…
alguém um dia leu as linhas de minha mão e traçou uma rota de saudade… Era você a personagem
do livro que sublinhei, por quem me apaixonei e
repetia o teu nome dentro da frase “eu te amo”
que se tornou um mantra na minha boca.
Era uma fuga ao passado — sem bússola, apenas
para dizer que no espelho o sonho dorme, o desejo chega e as cores somam… E ao revirar essas coisas todas — tão nossas — percebo que sou o filme
não revelado ainda na câmera e restando fotografias para clicar.
Dizem que ao abrir a câmera, o filme vela… seria
então o nosso fim?

Mariana Gouveia
Coletivo Mosaicum
Scenarium Livros Artesanais
Ph: Tumblr

Das rotinas

Polaroid

Roubei os momentos instantâneos do dia em
que te encontrei e escrevi cartas sobre isso…
A voz rouca a suspirar vontades
A carta lida como se não tivesse sido entregue.
Na janela, a moldura escondida com o teu nome rabiscado.
Mais de mil vezes desenhei um coração e apaguei…
E o teu olhar ainda mora em mim e a estrofe do
poema morre de solidão em dias que nunca terminam…

Mariana Gouveia
Coletivo Mosaicum
Scenarium Livros Artesanais